domingo, 30 de março de 2014

#EuMereçoRespeito

Eu estava sem inspiração há um tempão, aí juntou com a preguiça, falta de tempo..... e confesso que morguei aqui com o blog. Até essa semana, que surgiu uma notícia que me revoltou muito, e daí a inspiração veio instantaneamente! Todo mundo deve ter visto a seguinte machete por aí:

Para 65% dos brasileiros, mulheres que mostram o corpo merecem ser atacadas

Segundo o site UOL:


"É o que mostra um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado na última quinta-feira. Para a pesquisa, foram entrevistadas 3.810 pessoas de ambos os sexos. 

Perguntados se concordavam, ou não, com a afirmativa "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas", 65,1% respondeu que sim, total ou parcialmente. 
Surpreendente também foi a resposta positiva de 58,5% dos entrevistados à proposição "se as mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros".

Na conclusão do estudo, o Ipea destaca que a responsabilidade pela violência sexual continua sendo atribuída às mulheres. "A maioria [...] continua a considerar as próprias mulheres responsáveis, seja por usarem roupas provocantes, seja por não se comportarem 'adequadamente". "


Gente!!!!! Como assim????? Que mundo é esse? Quer dizer que agora existe uma justificativa pra estupro e agressão??? Cadê o direito de dizer NÃO que cabe às mulheres? Cadê respeito? E se só as roupas ou atitudes das mulheres fossem o estopim para um estupro, como explicar abusos às crianças, e até às idosas? Porque todas também podem ser vítimas. Fiquei com nojo de saber o resultado de uma pesquisa dessas. É muito revoltante imaginar que ainda existem pessoas tão machistas (e nojentas) que consideram uma agressão tão brutal e invasiva como um estupro algo "merecido". Ninguém, e deixando beeem claro que ninguém mesmo, merece ser tocada por alguém que não queira. 



Há alguns anos, no meu trabalho de conclusão da faculdade, fiz uma longa pesquisa sobre agressão às mulheres. Foi na época que saiu a Lei Maria da Penha. Fui numa casa-abrigo da Prefeitura daqui de Recife, na qual as mulheres agredidas pelos seus companheiros ficavam escondidas para se protegerem dos seus agressores. Conversei com algumas delas, e escutei histórias muito tristes. Na época escutei muita gente criticando essas mulheres, dizendo aquela frase ignorante "ah, mas peraí, apanha porque merece, se não quisesse apanhar era só ir embora". Isso me revoltava muito, porque eu senti de perto o drama delas, escutei suas histórias e sofrimentos, e por mais que para algumas pessoas exista Papai Noel e seja fácil deixar o agressor e simplesmente ir embora,  na vida real é mais complicado do que parece. Essas mulheres sofrem, apanham, são estupradas diariamente pelo próprio marido,... e o pior: são ameaçadas e têm seus filhos ameaçados. O risco de fugirem e logo depois serem assassinadas, ou de matarem suas famílias, as fazem permanecer no medo e sofrimento. 


E agora me deparo com esse nojo de resultado de pesquisa, que tenta justificar atos imbecis e sub-humanos com as atitudes das mulheres. Nenhuma mulher, seja ela criança, adolescente ou adulta, virgem ou prostituta, recatada ou insinuante, religiosa ou ateia, merece sofrer nenhum tipo de agressão. Não há em hipótese nenhuma justificativa pra isso. Recuso-me a acreditar que exista algum motivo que justifique um ato desses. 

Talvez se existisse uma punição mais séria nesse país, existisse mais respeito. Se em alguns lugares quem rouba um pão tem a mão cortada, que tal punirmos todos os estupradores e molestares com castração?! Ideia boa, né? Quem aí topa fazer uma nova pesquisa: "Você acha que estupradores deveriam ser castrados?" Espero que seja 100% de SIM, porque assim se cortaria o mal pela raiz....







Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...