domingo, 17 de novembro de 2013

Preguiça de viver!

Não sei vocês, mas estou passando por uma daquelas fases em que estou com "preguiça de viver", sabe? E não, antes que alguém pense que estou em depressão e quero me matar, já vou dizendo que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Quando digo que estou com "preguiça de viver", estou apenas ressaltando o meu desejo de não fazer nada nas minhas horas vagas. Deve ter até alguma denominação linguística na língua portuguesa para exageros em expressões (se alguém souber, ajuda aí!).

Pois bem, sabe aquela coisa de passar a semana toda num ritmo frenético, trabalhando como uma louca, dormindo pouco, sem tempo pra nada? Aí quando eu vejo um sábado na minha frente, fantasio coisas maravilhosas com ele! Tipo: eu, uma camisola de algodão grandona (sim, bem brochante, tô nem aí), minha cama, e minha TV.... completado pelo doce e gordo sabor de um brigadeiro... aahhh, essa sensação de "nada pra fazer", me deixando totalmente disponível para curtir séries infindáveis no Netflix, sem me preocupar nem em pentear o cabelo, é das melhores sensações que uma pessoa pode ter na vida!
O prazer de não fazer nada me deixa sem palavras, e é algo tão difícil de ser ter, né? 

Bem, falando nisso, outro dia estava conversado com minhas amigas, e tocamos nesse assunto. Achei incrível e fascinante o fato de TODAS as meninas que conversei terem essa mesma fantasia que eu: camisola frouxa (e calcinha idem), TV (pra ver seriados), brigadeiro (e pipoca, talvez com cerveja), sem hora pra nada... e depois dizem que mulheres são complicadas! Isso sim faz qualquer mulher feliz!!!!!!


Conversando com os meus amigos homens percebi que é impressionante como felicidade sempre vem associada com mulheres, amigos e bebida... Pois bem, considerando uma felicidade solitária (e assexuada, por favor), veio a TV (sempre ela), cerveja e amendoim, cueca samba-canção e a liberdade para arrotar. Homens.....


Finalizando (porque tô com muita preguiça, e vocês também devem estar), o mundo hoje é tão puxado, tão corrido, que momentos de "preguiça de viver" tornaram-se cada vez mais raros. Mas podem ter certeza que, pra mim, ainda são os melhores!

E vocês, quais os melhores momentos de vocês? Beijos!!!


Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...