quarta-feira, 26 de junho de 2013

Ô seu Gigante, acorda aí!



Brasileiros e brasileiras, como vão? Hehehehe....entrando nesse clima de cidadania! Bem, todos sabem o clima de protesto e reivindicações que o Brasil está passando, né? Se você estiver em dúvida, um site que tenho lido muito sobre os manifestos é o da Revista Veja, que achei mais imparcial (diferente da Globo). Bem, mas aqui no blog não é lugar pra ter aula de política, até porque nunca gostei disso... Quero apenas dizer como tudo isso que está acontecendo está influenciando cidadãos normais como eu, sem nenhum vínculo político.

Nunca curti política. E nem futebol. Aliás, nem esportes. Mas sempre fui muito curiosa, e quando um tema me interessa fico obcecada por ele (lembram do post sobre Cutting?). E tudo isso que vem acontecendo me fez ver a política com outros olhos. Desde pequena só consigo estudar aquilo que eu gosto e me interesso, e agora finalmente me interessei por assuntos políticos. Aliás, tenho notado que pessoas que nunca conversaram sobre isso, estão conversando agora. Política virou o tema principal de mesas de bar, conversas de escritórios e almoços de família. E isso é bom!!! Finalmente o povo brasileiro está vestindo a camisa que lhe é de direito, e está se preocupando em saber o que é feito no país. E óbvio que estou incluída nesse meio!

Para os que não sabem, sou e moro em Recife. Aqui teve o primeiro manifesto dia 20/06, e por mais que a mídia (vulgo Rede Globo) tenha dito que foram 52 mil pessoas, garanto a todos que lá tinha pra mais de 100 mil! Sei disso porque eu fui! Resolvi ir pra fazer parte de todo esse movimento lindo que está tendo (e que está colhendo os primeiros frutos). Tirando os atos de vandalismo e violência de uma minoria (muito minoria mesmo, tipo grupinhos de 5 a 20 pessoas), é muito lindo ver todos na rua pedindo por mais justiça e honestidade. Lógico que no protesto tinha aqueles "sem noção" que reivindicavam a legalização da maconha, mas a maioria queria mesmo era um país melhor e mais justo. Fiquei orgulhosa de estar lá, de pintar a cara e ser brasileira, de ver que todos nós estamos finalmente abrindo os olhos pra toda a sujeira que era escondida embaixo do sofá, afinal de contas #ogiganteacordou! E pensar que um movimento desse tamanho começou pelas redes sociais... quem mesmo foi que disse que as redes sociais não têm poder?

20-06-2013: O DIA EM QUE RECIFE PAROU!

POR UM BRASIL COM MAIS AMOR!!!

Chamando a boiada pro protesto! #vemprarua!


Foi lindo ver uma família lá, com uma criança linda!

 

Muitos protestos contra Feliciano! Mas isso é assunto pra outro post...
Cartaz em japonês, de japoneses turistas!    

Avenida Guararapes L.O.T.A.D.A.! #vemprarua 


Foto: Nathália Cândido

Foto: Amanda Spinelli
Eu fui! E cheguei até o Marco Zero da cidade!!!!

Fonte: @novojeito

Fonte: @novojeito

Foto: Luísa Novaes

Foto: Tatiane Brandão

Tudo na maior paz!!!                         Foto: Tatiane Brandão

Foto: Luísa Novaes

O BRASIL PELO MUNDO


Manifestação pacífica em Coimbra- Portugal, na qual os policiais ajudaram na organização. Lindo!!!
Foto: Aline Menezes

Coimbra                              Foto: Aline Menezes

Coimbra                                Foto: Aline Menezes

Em Dublin também teve, e mais de mil pessoas!                Foto: Bruna Nunes

Dublin                              Foto: Bruna Nunes
Londres                                   Fonte: Google

Bem, pra finalizar esse post visual, quero apenas dizer que uma coisa que me revolta muito é essa história de "cura gay", e tudo o que se refere a Marcos Feliciano, o mais sem noção de todos! Isso com certeza irá render um novo post, porque tenho nojo dele e de todos que são tão pequenos que concordam com ele! Nos manifestos pelo país, muitas pessoas (gays ou não), protestavam contra ele. Os gays não precisam de cura, pois não estão doentes; precisam sim de RESPEITO. E vocês, o que acham?

E pra fechar com chave de ouro, e pra refletir:

"A ditadura perfeita terá as aparências da democracia, uma prisão sem muros na qual os prisioneiros não sonharão com a fuga.
Um sistema de escravatura onde, graças ao consumo e ao divertimento, os escravos terão amor à sua escravidão"

Aldous Huxley (1894-1963)

Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...