quinta-feira, 18 de abril de 2013

Elas estão descontroladas!

Hello people!!!! Voltei aos posts normais! E vou começar falando sobre mulheres obsessivas, e suas loucuras por amor. 

Tudo surgiu de uma cena que eu vi na novela Salve Jorge, na qual Cláudia Raia (que é MÁ que dói), que está apaixonada por Téo ("O Astro"), se arrasta l.i.t.e.r.a.l.m.e.n.t.e no chão aos pés dele pra ele não deixá-la, e ainda fica implorando um beijo dele. Gente, cena altamente bizarra, e juro que se fosse amiga minha eu contratava alguém pra dar uma surra nela pra ela chorar com motivo! Bem, mas voltando à essa cena ridícula, Cláudia Raia, indignada porque "O Astro" foi embora, resolve se jogar l.i.t.e.r.a.l.m.e.n.t.e contra a parede, se arranhar toda, e denunciá-lo por agressão, seguindo à risca o ditado "Se não é meu, não vai ser de mais ninguém". Pois bem, isso mostrou claramente que ela perdeu a cabeça totalmente por ele. 
Sei que Téo foi O Astro na outra novela, mas acho que Glória Perez (a autora) ainda acha que ele tem super poderes, ou "bimba-de-ouro", pra ter deixado a mulherada nessa loucura toda. Mas enfim, novela é novela, que até um ser tão sem graça quanto Téo (e que não é "O Cara" nem aqui nem no inferno) consegue deixar as mulheres do elenco l.i.t.e.r.a.l.m.e.n.t.e loucas por eles. Mas o plano de Claudinha funcionou, pois ele agora está só e triste...

Outro caso de obsessão típica é a de Glenn Close em Atração Fatal. Esse filme é bem antiguinho, de 1987, e eu já tinha assistido quando era pequena. Mas aí assisti de novo esses dias, e agora que já sou "gente grande" entendi melhor o filme. Putz, muuuito bom! Logicamente é necessário desconsiderar o figurino e os cabelos, típicos dessa década infeliz pra moda, mas tirando isso o filme é super atual, e não duvido que existam mulheres loucas assim na vida real. Em resumo, um cara casado (Michael Douglas) cai em tentação e trai a esposa com Glenn Close (me pergunto, aliás, se ela era o máximo de loura fatal que podiam encontrar na época...será que não tinha ninguém melhorzinha não? Mas acho que Sharon Stone devia estar ocupada). Então ela endoida e persegue ele, a mulher dele, a filhinha dele e o coelho dele. Pra quem não viu e quer ver, se preparem pra cenas fortes, e se vocês tiverem muito afeto por coelhos, não assistam. 
Gente, na boa, o cara pra traçar essa daí
tem que ter coragem, viu!

Mas aí vem a questão: será que isso existe na vida real??? Sinceramente acho que sim, até pelas coisas que a gente vê na TV. Mas por outro lado, sabe que não achei de todo mal? Porque sinceramente, se todo homem que resolvesse trair a esposa, pegasse numa bomba dessas obcecada, duvido que eles traíssem tanto. Confesso que vendo o filme as vezes eu pensava "Bem feito!". Pelo que a galega ficou doida por Michael no filme, ele era "bimba-de-diamante". 

 
A hora do bote inicial

Outra coisa interessante é que sempre na ficção essas obsessões acontecem em casos passageiros. Depois de uma noite apenas, sabem? Nunca passa nada da esposa tão apaixonada pelo marido que é capaz de matar por ele. Será que é só com as amantes isso? Ou será que a ficção só pretende mostrar maridos viris, esposas frígidas e amantes loucas? Poxa, tô começando a ter pena dessas amantes, elas sempre se dão mal e morrem no final, e sempre são loucas e carentes. Mas só pra variar Hollywood podia fazer uma versão na qual o marido é brocha, e a esposa e a amante se apaixonam e terminam juntas e felizes. Só pra variar, seria interessante né? Daniela Mercury já começou...


Beijos!!!

Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...