domingo, 17 de março de 2013

Mô com Téo- Parte II

Continuando o post sobre motéis: Mô com Téo

Uma outra questão bem delicada é sobre o pagamento. Meninos, um conselho: NUNCA, em hipótese alguma, rachem a conta do motel. Se isso acontecer, já advirto que vocês serão assunto na próxima conversa no Clube da Luluzinha da boyzinha. Nós mulheres já temos muitos gastos prévios, como depilação, lingerie, unha, cabelo, essas coisas pra ficarmos graciosas, daí o mínimo que vocês homens devem fazer é pagar a maldita conta depois do acontecido. Por mais liberal que a mulher seja, por mais que ela divida conta do restaurante, cinema e hotel (com H), mas certas coisas são regras, e o homem TER que pagar o motel é uma regra antiquissima, desde a época de Cleópatra e Julio César!  Não tentem inovar, e quererem ser modernos, a não ser que vocês não queiram que a saidinha se repita.

Acústica é outra coisa crucial. Já ouvi vários relatos de pessoas que se viram compartilhando forçadamente a intimidade alheia. Gemidos e gritinhos só são interessantes para quem está participando da brincadeira, e não para o casal que está ao lado (excetuando-se casais voyeurs, que aí sim, devem adorar...). Não é porque se está num motel que se pode gritar como a mocinha do filme Pânico, vivemos em sociedade, e bons modos são bem vindos até neste lugar de pecado. 





Outro item que não deve ser esquecido é sobre intimidade no banheiro. Eu não sei o que pensaram ao projetar certos motéis, pois o banheiro fica quase em cima da cama, muitas vezes isolado só por um vidrinho jateado, e 0% isolamento de som e cheiros. Gente, entendam que o fato de um casal estar indo a um local desses não implica diretamente que eles têm 100% de intimidade, a ponto de compartilhar sons e cheiros que porventura podem surgir em ambientes de excreção fisiológica. Aliás, muitas vezes mal se conhecem! Imagine a pessoa com uma dorzinha de barriga num local desses.... Se já estiver num relacionamento, ele é colocado num novo patamar de desafio. Se a relação ainda está apenas começando, tem grandes chances de nem começar realmente. E tenho dito: um relacionamento que não se abala após um acidente flatulento e malcheiroso merece ser pra vida toda! 
Privacidade é uma dádiva, totalmente necessária, inclusive num motel! As pessoas podem até se ver nuas, mas no troninho ninguém merece! Um amigo meu, quando éramos adolescentes, tinha uma tática infalível pra se desencantar com alguma menina: imaginava ela no banheiro, sentada, suada e fazendo força. Quem quiser pode testar a técnica, garanto sucesso total! Não há nada mais brochante que uma cena dessas!

Ah, pra fechar o post, queria saber se alguém sabe de onde surgiu a idéia de fazer suítes temáticas. Ei pô, sério mesmo, que bizarrices são essas, hein??? Nem precisa ser frequentador desses lugares, porque os motéis ainda poem em outdoors fotos anunciando essas "suítes especiais" com o maior orgulho. Será que alguém realmente tem mais tesão se estiver na Suíte das Arábias, ou na Suíte Romana, ou até numa Suíte Corinthiana??? Imagine o cidadão que iria endoidar ao ver um quarto todo vermelho e preto, com a bandeira do time do teto.... Dispenso total!!! Se tiver alguém aqui que curte uma orgia brega dessas, so sorry, e torça pra encontrar alguém tão brega que queira interagir.

O que vocês têm a dizer? Alguma história bizarra? Tô doida pra saber, hein! 
O espaço aqui embaixo é todo de vocês, para comentários e opiniões!

Beijos! 
:*
:*
:*



Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...