sábado, 4 de agosto de 2012

Traição em namoros?

Atendendo a pedidos, vou falar hoje sobre traição. Mas assim, antes que alguém venha com 800 pedras na mão pra jogar em mim, vou logo deixando bem claro que o que vou escrever aqui é a MINHA opinião, baseada em tudo o que vi e vivi nesses longos 32 aninhos de vida! Até porque não tem como falar sobre esse assunto e agradar a 100% das pessoas, porque cada um pensa de uma forma diferente, concordam?


Até a própria traição tem diferenças em função de qual relacionamento estamos falando. Não tem como comparar uma traição num namoro com a de um casamento, que tem bens, aspectos legais, burocráticos, financeiros, e muitas vezes filhos envolvidos (teria que ser um post só pra isso: infidelidade no casamento), e vai muito além de apenas 3 pessoas envolvidas. E se a pessoa mora, divide um apartamento com o namorado (a), por favor, se encaixe logo na categoria casamento, tá? 

Hoje quero focar em traição em namoros. Isso sim é absurdo, gente. Sério, não consigo entender porque pessoas traem quando o relacionamento existente é um namoro. Caramba, qual o problema em se acabar um namoro quando não se gosta mais da pessoa? Antes de um casamento, as pessoas namoram exatamente pra testar se podem dar certo num relacionamento mais sério. Lógico que nem sempre esse teste adianta muita coisa, mas pelo menos se tenta, né? Não me conformo da pessoa apenas namorar com alguém, sem ter casa pra manter, sem filhos pra cuidar, sem bens pra dividir, e mesmo assim arranjar desculpa pra trair. 

Aí tem aquelas coisas que as pessoas tentam dar como justificativa: "E se o relacionamento está em crise?" Pô, acaba, né!!! "Ai, mas é que acho que ainda gosto dela, mas não tenho certeza..." Então chega e conversa pra esclarecer os sentimentos e colocar tudo em pratos limpos, antes de qualquer traição. "Eu não queria, mas foi coisa de momento, não teve a menor importância pra mim" Piooooor!!! Se não teve importância, pra quê fez então??? "Mas você não me dava mais atenção nem carinho, procurei isso em outra pessoa"  Também não justifica, porque se você não tinha mais carinho nem atenção, acabava logo e pronto! Essa é uma grande diferença entre namoros e casamentos. No namoro, se você não tem mais carinho, acaba e pronto. No casamento não é simplesmente dar as costas e tchau.

Enfim, acho o seguinte: em namoros, não há desculpas pra justificar traição. Ninguém é obrigado a ficar com ninguém sem querer. Se existem dúvidas, uma boa conversa faz milagres. E se não se chegar num denominador comum juntos, é melhor separar desde já. Lógico que se você namora, mas já tem filhos desse relacionamento, ou estão fazendo planos e já compraram um apê, é outro caso. Estou falando aqui de namoros simples, sem filhos e sem bens envolvidos, onde um simples romper de relacionamento já basta pra se separar.

As pessoas têm que entender que os namoros servem pra se conhecer, pra testar se dão certo, e se desde o namoro a fidelidade passa longe, pra quê insistir?! Não estou aqui pra recriminar ninguém tá, gente? Cada um sabe da sua vida, e sabe onde o sapato aperta, mas sou dessa filosofia. Também não vou ser hipócrita e dar sermão nas pessoas que traem, até porque cada um sabe o que é certo ou não, mas apenas estou dando minha opinião. 


Um caso bem recente, e que todo mundo deve ter visto, foi o da vampirinha de Crepúsculo. Caramba, que sacanagem, viu! Levar uma gaia e todo o planeta ficar sabendo...


"Kristen está arrasada. Foi um erro de julgamento", disse uma fonte ao site da revista People. "Ela não estava tendo um caso, foi só uma coisa que aconteceu que não deveria ter acontecido. Ela nunca quis magoar ninguém, é uma boa pessoa e só fez uma escolha ruim." 



Não!!!!!! Como assim?????? Não estava tendo um caso?! Ah, não me venha com essa de que foi só uma vez... Ok, ela podia realmente não querer magoar ninguém, até acredito, mas não diga que a carne é fraca, ok? E o pior: trair em espaço público, sendo ele casado e com filho....




E vocês, o que acham? Sei que as opiniões sobre traição vão ser bem diferentes. Já disse a minha, agora quero saber a de vocês!

Beijos! 
*
*
*

Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...