segunda-feira, 23 de julho de 2012

Tá com ciúme, bebê?

Pois é, pessoas, os assuntos relacionados a relacionamentos nunca têm fim, né? Hoje vou falar sobre ciúmes. É um assunto comum, mas que nunca é demais a gente falar, né? Há quem diga que "ciúmes são uma prova de amor", "quem cuida, tem ciúme", e essas baboseiras.

Gente, seguinte: ter ciúme, um pouquinho só, fazer um biquinho de vez em quando, até que é legal. Mas olha, fica a dica: NINGUÉM merece aqueles relacionamentos que a pessoa não pode nem olhar pro lado atravessando a rua, que o outro já acha que tá dando mole. 

 

É um saco isso, um atraso de vida! Pra pessoas muito inseguras, que ficam enchendo muito o saco - Por que não me atendeu? Por que se atrasou? Por que abraçou aquela amiga? Por que tava olhando pro lado e não pra mim???- com esse blá blá blá insuportável, o bom seria: Ah é? Tá inseguro achando que é corno, bebê? Então agora vou te dar motivo! Não tô dizendo que é pra chifrar ninguém, viu!? Tô só dizendo que seria bem feito... é aquela história: levou fama, então deita na cama!


Na verdade, sou a favor de uma outra filosofia: quem ama confia! Porque vamos lá, se estamos com alguém que amamos de paixão, mas esse alguém não nos dá segurança, a gente fica com medo cada vez que a pessoa pede uma informação no meio da rua...alguma coisa tá errada, né? Acaba ficando aqueles relacionamentos sufocantes, que ninguém consegue respirar direito. Acho que as pessoas estão com as outras porque querem, porque gostam (a não ser que seja daquelas religiões que a pessoa casa sem nem conhecer o outro...). Então se alguém está com você, vamos acreditar que está porque curte, e não porque alguém está colocando uma arma na cabeça dela, concordam???



Tá me chamando de goooooorda!?!?!

Minha foto

Sou uma arquiteta metida a programadora visual, fotógrafa e conselheira amorosa. Filha única, cresci sendo amiga de muitos meninos, que eram como meus irmãos. Isso me fez ver a mente masculina de uma forma um pouco diferente...